Blog notícias e artigos

COP-24: o que é e quais as expectativas para este evento?

Durante a realização da “Cúpula da Terra do Rio”, em 1992, também conhecida como ECO 92, foi criada a Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (UNFCCC), autoridade máxima para a tomada de decisões sobre os esforços para controlar a emissão dos gases do efeito estufa.

Dentro do contexto da UNFCCC temos a Conferência das Partes – COP, encontros anuais em que os países que ratificaram referida Convenção analisam como estão sendo realizadas as ações criadas para a implementação dos objetivos assumidos por cada parte, além de criar novas condutas a serem praticadas para o atendimento efetivo das metas referentes às mudanças climáticas.

Um exemplo emblemático da importância da realização da COP foi o resultado advindo da COP 21, ocorrida em 2015, na qual tivemos a assinatura do Acordo de Paris, que rege o padrão de emissões no planeta a partir de 2020.

Neste ano, entre os dias 2 e 14 de dezembro, será realizada na cidade de Katowice, Polônia, a COP-24, que terá como temas centrais as novas tecnologias favoráveis ao clima, a população como líder da mudança e o papel da floresta no combate ao aquecimento global.

Grande entrave a ser enfrentado durante a COP-24 é a divergência de apoio político de países importantes nesta discussão, tais como Estados Unidos, Reino Unido e Brasil. Tal preocupação foi externalizada pelo Instituto Climainfo“a governança global está passando por uma dura prova. Do nacionalismo do Brexit ao de Trump, passando por Bolsonaro, pelo que acontece na Turquia e pelo assassinato do jornalista Jamal Khashoggi, o multilateralismo e a cooperação internacional estão sob ataque”.

Outro ponto que chama a atenção dos organizadores da COP-24, no tocante à efetividade do encontro, é a ausência de centenas de líderes mundiais em virtude da presença dos mesmos no encontro anual do G20, evento que será realizado pouco antes da COP-24.

Sendo assim, e considerando que o elemento chave para o sucesso da COP-24 gravita em torno de um consenso político, a ausência de grandes representantes de países parte faz com que as expectativas para este encontro não sejam as mais otimistas. Por fim, nos resta aguardar os diálogos e resultados vindos deste encontro, os quais poderão trazer novidades para o contexto ambiental legal sobre emissões atmosféricas.

Quer ficar por dentro das novidades legislativas que refletem no seu negócio?! Entre em contato com a Equipe Âmbito e veja quais as soluções customizadas podemos oferecer para sua empresa!

 Jussara Rocha Tibério - Sócia e Consultoria Jurídica da Âmbito Negócios Sustentáveis

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Mais artigos

Resíduos sólidos em Minas Gerais: novas regras para controle e destinação

Nova deliberação normativa do COPAM instituiu e disciplinou o Sistema Estadual de Manifesto de Transporte de Resíduos - Sistema MTR-MG, desde a geração até a destinação final, como instrumento...

Desconfie de gurus e fórmulas mágicas

Coaching pra valer é sobre construir para cada pessoa, e para cada coletividade, o que é importante para ela – não para o suposto guru. E isso requer rigor,...

Supressão de Vegetação

O tema está disposto na Lei da Mata Atlântica, Lei 11.428/06, publicada pelo Ibama no dia 27/02/19.

Sede Minas Gerais

Rua Professor José Renault, 470 - Santa Lúcia - 30350-342 - Belo Horizonte /Minas Gerais

31 2121-7575
31 3296-5912

Newsletter

Assine e receba notícias da Âmbito

 

download App para Suporte